VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

Carregando...

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

terça-feira, 12 de abril de 2016

SUGESTÃO DE TEMAS PARA MONOGRAFIA: O MANDADO DE INJUNÇÃO

Sobre o mandado de injunção é possível criar temas instigantes para a elaboração de monografias.
Fique claro que o mandado de injunção é um assunto (aberto). Para que se pense uma monografia é preciso fechar o assunto, até que se restrinja a um tema. Chegar a uma problemática.
O perigo de não se fechar o tema é ser questionado sob qualquer aspecto não estudado. Afinal, cobra-se o que foi prometido.
O instituto é interessante desde sua natureza,origem e...

terça-feira, 22 de março de 2016

VAI DISCUTIR EM SUA TESE USUCAPIÃO, ALTERAÇÃO DE NOME PRÓPRIO OU CARTÓRIOS EXTRAJUDICIAIS?

Se você vai discorrer sobre um destes temas, boa pedida é consultar o site dos tribunais de justiça, tanto para focar o trabalho como para ampliar seu conhecimento sobre o assunto.
Na Capital de São Paulo, há duas Varas de Registros Públicos que cuidam de usucapião, alteração de nome e quetais. No interior e litoral, as varas únicas ou cíveis cuidam do assunto.
Há, ainda, as matérias publicadas pelos tribunais superiores, que podem - e...

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

COMO ESCREVER UMA MONOGRAFIA

     Embora, para a monografia, não se exija a pesquisa de uma tese de mestrado, ambas seguem a mesma estrutura. Monografia é um trabalho científico, não se confunde com um resumo ou anotações de sala de aula. Não há certezas, mas dúvidas. Parte-se de um ponto (a introdução) em direção a outro (a conclusão), em sequência lógica, dinâmica e dialógica.
À parte o resumo, substract, agradecimentos e sumário, o termo de conclusão de curso é constituído de introdução, desenvolvimento e conclusão. 
Poderia dizer: "Simples assim". Mas, analisando melhor, a coisa não é tão simples.
  Tive sorte em meu primeiro trabalho, porque escolhi um  excelente orientador, exigente até demais (li, reli o escrito vezes sem conta). Houve fila para escolhê-lo, mas o elegi na metade do penúltimo ano (cada orientador tem um limite de alunos).
     Para contar com sua colaboração, também colaborei: durante o quinto ano, cheguei mais cedo, um dia por semana, e assisti uma aula dele, ministrada para... 

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Inscrições abertas para o VIII Concurso de Monografias da CIEJ (Comissão Ibero-americana de Ética Judicial)

A Comissão Ibero-americana de Ética Judicial (CIEJ) lançou o VIII Concurso Internacional de Monografias, com o tema “Cortesia” (uma referência ao capítulo VII do Código Ibero-americano de Ética Judicial). Podem participar todos os cidadãos dos países integrantes da Cúpula Judicial Ibero-americana: Brasil, Argentina, Chile, Costa Rica, República Dominicana, Espanha, México, Porto Rico e Uruguai, exceto membros em exercício da comissão. 

A forma de seleção das monografias é de responsabilidade de cada país, que pode apresentar até três trabalhos. Os vencedores receberão medalhas, diploma e uma bolsa de estudos na Aula Judicial Ibero-americana. 

Regras
A monografia deve ser individual, trazer abordagem original e não ter concorrido em outro concurso. Pode ser escrita em português ou espanhol, com

quarta-feira, 31 de julho de 2013

MONOGRAFIA: QUAL O SEGUNDO PASSO?

Parece fácil, para quem se dedicou um ano e meio ao estudo, na graduação, e ainda depois do trabalho apresentado na pós-graduação.
No entanto, lembro-me das agruras por que passei, quando iniciei o trabalho.

Definido o tema, redija o índice: ele servirá de guia para o estudo.

Poderá efetuar pesquisa de campo, bibliográfica. 
A pesquisa deve ter, como pauta, um primeiro índice. Ele não é estático, mas dinâmico. 
Provavelmente, ao final, alguns capítulos serão riscados e outros incluídos, assim como subcapítulos.
Isso garantirá o poder estudar cada capítulo separadamente. A organização dos capítulos se dará ao final, em uma sequência lógica, como se montasse um caderno.

Há, ainda, a serem consideradas, as regras que regem a apresentação da...

MONOGRAFIA: COMO COMEÇAR?

Escolha o tema. Tema é diferente de "assunto".
Um assunto é amplo; um tema, fechado. O tema para monografia deve referenciar algo no tempo e no espaço.
Se deixar o título da monografia aberto, poderá ser cobrado pelo que não se propôs estudar.
Na apresentação, se lhe perguntarem algo estranho ao tema, poderá fazer a observação e, se puder, responder.
No primeiro caso, não perderá nada. No segundo, demonstrará que fez uma pesquisa ampla.

Meus temas para monografia variaram muito, durante a graduação. Pensei em direitos humanos, vagueei pela Filosofia e pelos Direitos de Família e Criminal e, ao final, consegui unir Direito Constitucional, Civil e Trabalhista, em um único...

segunda-feira, 18 de março de 2013

COLETÂNEA DE CITAÇÕES - QUINTA PARTE

"Livra-me, Senhor, da tolice de querer contar todos os detalhes; dá-me asas para voar diretamente ao ponto que interessa" (Santa Teresa de Ávila – 1515-1592)

"Não grites, não suspires, não mates: escreve. Pensa na doçura das palavras. Pensa na dureza das palavras. Pensa no mundo das palavras. Que febre te comunicam. Que riqueza."  (Carlos Drummond de Andrade)

Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você está certo” (Henry Ford)

"O destino não é uma questão de sorte, é uma questão de escolha; não é algo a se esperar, é algo a se conquistar" William Jennings Bryan

"O artista é aquele que fixa e torna acessível aos demais humanos o espetáculo de que participam sem perceber" Maurice Merleau-Ponty


"O destino não é uma questão de sorte, é uma questão de escolha; não é algo a se esperar, é algo a se conquistar" William Jennings Bryan


"A felicidade daqueles que conhecem aumenta a beleza do mundo e torna mais ensolarado tudo o que existe; o conhecimento não se limita a envolver as coisas com sua beleza, mas a introduz, de uma maneira duradoura, nas coisas." Nietzsche, Aurora


"Nosso estado de espírito habitual depende do estado de espírito em que sabemos manter nossas companhias." Nietzsche, Aurora

"O pior naufrágio é não partir." Amir Klink

"O que somos é consequência do que pensamos." Buda

"Enquanto o poço não seca, não sabemos dar valor à água." Thomaz Fuller

"Somos responsáveis não só pelo que fazemos, mas também pelo que deixamos ...

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Reprovação de TCC por tema religioso não é indevida


Quando um trabalho de conclusão de curso não atende a um escopo científico, a reprovação do aluno é devida. Com este entendimento, a 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais negou provimento a recurso interposto por um estudante de Direito Penal, que alegava ter sofrido discriminação religiosa em sua reprovação.
O aluno pretendia escrever sua monografia sobre "o impacto dos ensinamentos de Jesus Cristo na ressocialização de delinquentes". Segundo sua defesa, ele...
buscava "uma análise científica diferente do que comumente se faz”. Seu orientador, no entanto, considerou que alguns dos objetivos descritos no projeto não eram adequados para uma monografia. Cultos religiosos nas prisões ou a pregação evangélica nas penitenciárias foram sugeridos como alternativa ao tema original. Para o professor, eles possuíam maior concretude.
No recurso, o aluno afirmou que, mesmo tentando justificar a pertinência do tema escolhido, orientador mostrou forte oposição à ideia. Embora modificasse e reformulasse continuamente sua pesquisa, o professor se limitava a criticar o trabalho, recusando-se a indicar outros caminhos. Assim, o estudante alegou que, além de ter sido desestruturado...

domingo, 14 de outubro de 2012

3º Concurso de Monografias da União Europeia


A Delegação da União Europeia no Brasil lançou no último dia 2/10/2012,  o "3º Concurso de Monografias da União Europeia" , aberto a todos universitários brasileiros ou estrangeiros matriculados em universidades brasileiras.  

Serão considerados trabalhos que analisem os processos políticos, sociais, econômicos, culturais, ambientais ou tecnológicos assim como os temas sugeridos no edital do concurso.
Os(as autores(as) das duas monografias vencedoras (graduação e pós-graduação) receberão
como prêmio uma viagem de estudo de uma semana à Europa.
Gostaríamos mais uma vez de contar com a sua preciosa colaboração divulgando o...

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Termina esta semana prazo para inscrições de trabalhos sobre Judiciário


A próxima sexta-feira (5/10) será o último dia para que pesquisadores, professores, estudantes e pessoas que tenham produções científicas sobre o Poder Judiciário possam inscrever seus trabalhos para serem expostos durante o Seminário Justiça em Números, que acontece nos dias 29 e 30 de outubro, em Brasília. Os trabalhos devem estar vinculados a centros, grupos de pesquisa ou a programas de graduação e pós-graduação e podem estar finalizados ou em desenvolvimento.

domingo, 22 de julho de 2012

CONCURSO DE MONOGRAFIAS. PROCURADORIA-GERAL DO RIO GRANDE DO SUL



A Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul e a Associação dos Procuradores do Estado do RS divulgam a 2ª edição do Concurso de Monografias, cujo tema é “advocacia pública e combate à corrupção”. 

O concurso é destinado a acadêmicos de Direito e aos demais profissionais da área de ciências jurídicas, políticas e sociais.
Os interessados podem fazer as inscrições no período de 02 de abril a 3 de agosto de 2012, via e-mail (monografia@pge.rs.gov.br) ou pelo correio.
Os autores das quatro (04) monografias mais bem pontuadas receberão os prêmios abaixo mencionados:
•Primeiro lugar: R$ 5.000,00 (cinco mil reais);
•Segundo lugar: R$ 3.000,00 (três reais);
•Terceiro e Quarto lugares: menção honrosa e Prêmio APERGS

Mais informações podem ser obtidas pelo...

domingo, 15 de julho de 2012

PRÊMIO CASA DE RUI BARBOSA 2012 - MONOGRAFIA

Prêmio Casa de Rui Barbosa 2012
Clique na foto para ampliarA Fundação Casa de Rui Barbosa, órgão vinculado ao Ministério da Cultura, está promovendo o Concurso de Monografias "Prêmio Casa de Rui Barbosa 2012". A temática da monografia será de livre escolha do candidato, devendo, contudo, ser referenciada aos acervos bibliográficos e arquivísticos da Fundação Casa de Rui Barbosa.

Os prêmios, no valor de R$ 9.000,00 (nove mil reais) e R$ 6.000,00 (seis mil reais), serão concedidos aos autores dos trabalhos classificados no concurso em primeiro e em segundo lugares, respectivamente.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

RESUMIDAMENTE, COMO FAZER UMA MONOGRAFIA?

Uma monografia é a dissertação científica sobre um tema.
Tudo tem início com a escolha do tema. Para o trabalho monográfico, o ideal é que o tema seja fechado, ou seja, que o pesquisador especifique sobre o que dissertará, quanto ao tempo, espaço e o assunto a ser tratado. Isso é tema.
Não se deve dissertar sobre um assunto (aberto), mas sobre um tema (fechado).
Por quê?
Porque sempre pode a banca questionar qualquer questão relacionada ao título. Se ele for abrangente demais, o pesquisador não terá condições nem de responder às perguntas nem de elaborar uma pesquisa satisfatória.
Assim, o tema soará perfeito quando parecer com algo do tipo: "o efeito dos raios gama nas margaridas do campo da cidade de Boa Viagem sob a perspectiva da Lei nº 1234/00". Veja que foi definido um objeto (o efeito dos raios gama nas margaridas do campo), o espaço (Boa Viagem) e o tempo (após a Lei nº 1234/00).

quinta-feira, 22 de maio de 2008

COLETÂNEA DE CITAÇÕES - QUARTA PARTE

“Um admirador indiano de Madre Teresa, homem de negócios, mandou, um dia, imprimir para ela um cartão de cor amarela portador de cinco linhas. A Madre chamava-o “cartão de visita”, que ela distribuía amplamente, pois explicava toda a misteriosidade de sua obra. Essas cinco linhas correspondem às cinco etapas da caminhada trilhada por ela e proposta ao mundo: “O Fruto do silêncio é a Oração; O Fruto da oração é a Fé; O Fruto da fé é o Amor; O Fruto do amor é o Serviço; O Fruto do serviço é a Paz.” Este programa de cinco etapas decorre da experiência e da reflexão de Madre Teresa e de suas irmãs.”

“Um amigo é um presente que te dás a ti mesmo.” (Robert Louis Stevenson)

“Um anel de ferro sobre o qual estavam gravadas as insígnias do rei dirigiu-se a um anel de ouro: “Há sobre ti também essas insígnias?” “Não,” respondeu o anel de ouro. O anel de ferro disse: “Então sou melhor que tu.” O anel de ouro perguntou: “Como te chamas?” Respondeu: “Ferro.” Prosseguiu o anel de ouro: “Essas insígnias mudaram tua natureza de ferro?” Respondeu: “Não.” Perguntou o anel de ouro: “O fato de não ter insígnias tira-me minha natureza de ouro?” Respondeu: “Não.” Disse o anel de ouro: “Então, cala-te e vê por ti mesmo quem possui o valor maior.” (Rûmi, O Livro de Dentro)

Veja, também, o material coletado em Eros Roberto Grau:
http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=1377568813988760878#editor/target=post;postID=5645046139743444074


“Um banco é um lugar em que eles te emprestam um guarda-chuva quando o tempo está bom e pedem de volta quando começa a chover.” (Robert Frost)

“Um bispo, disse a um marido enganado que se queixava à alta voz: Cala-te. É melhor ser Cornelius Tacitus que Publicus Cornelius.” (Leon A Harris)


“Um anjo mandou Babuque verificar se a cidade de Persépolis deveria ser destruída. Babuque vai, e fica horrorizado com os vícios que descobre; mas, após algum tempo, começa a gostar da cidade, cujos habitantes eram polidos, afáveis e beneficentes, embora fossem inconstantes, caluniadores e...

COLETÂNEA DE CITAÇÕES - TERCEIRA PARTE

"Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças." (Charles Darwin)

“O primeiro suspiro do amor é o último da sabedoria.” (Antoine Bret)

"O amor pode morrer na verdade, a amizade na mentira." (Abel Bonnard)

“O psicólogo William Moulton Marston perguntou a 3.000 pessoas: “O que constitui a razão de sua vida?” Ficou surpreendido ao descobrir que 94% estavam simplesmente agüentando o presente, enquanto esperavam pelo futuro: esperavam que alguma coisa acontecesse, esperavam que as crianças crescessem e saíssem de casa, esperavam pelo próximo ano, esperavam que a ocasião se apresentasse para fazer uma excursão longamente sonhada, esperavam que alguém morresse, esperavam pelo amanhã, sem compreender que tudo o que tudo o que qualquer pessoa tem é o dia de hoje porque ontem já se foi e amanhã nunca chega.” (Douglas Lurton, O Poder do Pensamento Positivo)

“O que a uns aborrece, a outros apetece”.

“O que é bom para a colméia é bom para a abelha”. (provérbio chinês)

“O que está feito não tem jeito”.

COLETÂNEA DE CITAÇÕES - SEGUNDA PARTE

“Em todas as suas fases, a história apresenta bons juízes; em poucas, apresenta boa magistratura.” (Edgar de Moura Bittencourt – In O Juiz, in Revista Consulex, ano II, nº 13, janeiro 1998, p. 16)

“Em vez de chorar o leite derramado, vá ordenhar outra vaca.”

“Enfrenta tuas dificuldades como homem: atribui-as a tua mulher.” (Samyra Baalbaqui)

“Engraçado, costumam dizer que tenho sorte. Só eu sei que quanto mais eu me preparo mais sorte eu tenho.” (Anthony Robbins)

“Enquanto andam os gatos pelo telhado, andam os ratos pelo sobrado”.

“Enquanto disputam os cães, como o lobo e a ovelha”.

“Enquanto ferve a panela, floresce a amizade”.

“Enquanto há figos, há amigos”.

COLETÂNEA DE CITAÇÕES - PRIMEIRA PARTE

Uma boa citação pode iniciar um capítulo, ilustrar um tema, reforçar uma idéia.
Seguem citações e provérbios que poderão ser úteis, na sua produção, seja ela jurídica ou não.

Boa sorte!

Veja, também, o material coletado em Eros Roberto Grau:
http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=1377568813988760878#editor/target=post;postID=5645046139743444074


"As perfeições de Deus são tão
grandes e tão admiráveis que, se o mundo
estivesse cheio de livros, se todas as
criaturas fossem outros tantos escritores e
se toda a água dos mares se convertesse
em tinta, primeiro se encheriam todos os
livros, se cansariam todos os escritores e se
esgotariam os mares, e ainda se não teria
explicado uma só de suas perfeições”.
(Santo Agostinho, Filósofo-
Teólogo e Doutor da Igreja, 354-430 d.C.).


“Manda quem pode, obedece quem tem juízo”

"Decifra-me ou te devoro" (o enigma da esfinge)

"Como trabalhar com o que não está posto, isto é, com os enquadramentos alternativos? Como ver aquilo a que não se dá visibilidade? Como perceber o que a mídia não mostrou, se é a mídia que nos mostra o mundo?" (Luiz Felipe Miguel, professor da UNB, Os meios de Comunicação e a prática política, p. 171)

“A grama do vizinho é sempre mais verde.”

“A galinha do vizinho põe sempre mais ovos do que a nossa.”

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

JURISPRUDÊNCIA OU JURISPRUDÊNCIAS

Observação do professor Ruy Coppola Junior, em 28/2/08:

Jurisprudência é o conjunto de decisões reiteradas, por maioria, em um determinado assunto.
Não é admissível citar um ou outro acórdão, como jurisprudência.
Também não se admite, por óbvio, o termo "jurisprudências".

sábado, 8 de dezembro de 2007

PERGUNTAS FREQUENTES

Monografia dez/2006 - Prova ilícita no processo
Orientadora: Carmela - Banca: Leonor e Valéria
Leonor: prova ilegal = contra a lei
Prova ilícita = contrária a justiça. Contra o procedimento.
Valéria: “são possíveis todas as provas admitidas em lei e moralmente admissíveis”
O termo moralmente é necessário? O que significa moralmente admissíveis? Pode ser admitida em lei e não moral?

sábado, 27 de outubro de 2007

PERGUNTAS FREQÜENTES - DIFERENÇA ENTRE PRINCÍPIOS, NORMAS E REGRAS

A força normativa dos princípios constitucionais

Resumo: O presente opúsculo tem como finalidade tratar da força normativa dos princípios constitucionais, tema esse que, apesar das intermináveis discussões em torno do direito natural, é reconhecido neste trabalho que os princípios não necessitam estar expressos num determinado diploma jurídico para ter força vinculante, vez que eles podem ser encontrados "de forma latente" no ordenamento jurídico. O objetivo fim é apresentar conforme ensinamento doutrinário que os princípios, ao lado das regras, são normas jurídicas. E mais: os princípios, cuja ambiência natural é a Constituição, são normas jurídicas com um grau máximo de juridicidade, cuja normatividade é, por conseguinte, potencializada.

CONTEÚDO FORMAL

PÁGINAS EM BRANCO
Devem ser evitadas páginas em branco.
São aquelas em que o autor imprime algumas linhas no alto da página, deixando o resto vazio. (observação do professor Tailson)

DEDICATÓRIA
A dedicatória e os agradecimentos devem vir ANTES do sumário.

AMIGOS
Os amigos devem vir nos agradecimentos, assim como também os orientadores, os professores.

DEDICATÓRIA
Na dedicatória citamos apenas aqueles com quem temos laços de sangue.
JAMAIS se dedica uma tese ou monografia a namorado. Dedica-se a marido. (observação do professor Tailson)

domingo, 21 de outubro de 2007

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC: Artigo Científico

O trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é uma atividade acadêmica obrigatória que sistematiza o conhecimento sobre um objeto de estudo relacionado ao curso. Esse é desenvolvido sob orientação e avaliação docente em forma de monografia, artigo científico ou relatório final de estágio, a critério dos professores, orientadores e coordenação do curso de graduação.

Artigo Científico

O artigo científico é um estudo breve sobre um tema que trata de questões de natureza científica. Esse representa o resultado de estudos realizados, dada sua dimensão e conteúdo, tendo abordagens atuais. Esse tipo de texto é direcionado ao público para relatar pesquisas feitas e para dar conhecimento dos resultados conquistados.

Estrutura do artigo científico

O artigo científico deve conter:

sábado, 13 de outubro de 2007

MONOGRAFIAS - TÉNICAS PARA APRESENTAÇÃO

Assistindo a monografias aprende-se não apenas o conteúdo material pertinente, mas também técnicas de apresentação. São úteis as primeiras porque enriquecem nosso repertório. As últimas, porque resolvem problemas que enfrentamos socialmente.

Assisti a apresentações em que o material, seja quanto ao conteúdo, seja quanto à forma, revelaram-se perfeitos, mas a exposição foi um fracasso.
Outras, não foram tão bem elaboradas. No entanto, a postura do avaliado revelou-se excelente. Era um advogado pronto, defendendo a sua tese. Poderia, é claro, reverter algum ponto, diante de um fato inequívoco. Mas o faria, acima de tudo, com classe e convicção.
Esse segundo candidato sempre soube sobressair-se em relação aos primeiros, sendo sua brilhante exposição digna de elogios.
Aqueles, porém, que souberam unir as qualidades dos dois candidatos - conteúdo material, formal e segurança na apresentação -, ainda que com pequenos deslizes, obtiveram a nota máxima.
Quais os segredos para uma boa apresentação? Esta postagem tem o propósito de pensá-los. Proponho-me discorrer acerca dos detalhes que fizeram aquelas apresentações tão dignas de nota, que permanecem na memória da assistência e dos professores.

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO
Ah, se eu pudesse! Você pode! A escolha é sempre sua.

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!